João-de-barro

As fotografias de hoje são dedicadas ao incansável construtorzinho da natureza, o joão-de-barro (Furnarius rufus). Sobre ele, o padre Ayres de Casal escreveu, em começos do Século XIX:

"João-de-barro é uma casta de cotovia (sic), amarelada com uma risca esbranquiçada por cima dos olhos, e só notável pela formatura do seu ninho de barro, donde se lhe derivou o nome. É feito com muita arte e perfeição, no forcado de uma árvore..."
 

Foto acima: 300 mm, f/5.6, 1/100 s, ISO 400
 
Pois bem, julguem os visitantes deste blog se é boa esta descrição, que aparece na Corografia Brasílica - na foto acima, está o próprio joão-de-barro, e, abaixo, o ninho.

Foto acima: 300 mm, f/8, 1/200 s, ISO 2000