Anu-preto

Foto acima: f/6.6, 1/160 s, ISO 400

Anu-preto (Crotophaga ani) fotografado em meio à vegetação do cerrado.


Foto acima: f/6.6, 1/160 s, ISO 400

Fim de Verão em Fotografia Infravermelha

 
Foto acima: f/5, 1/160 s, ISO 100

Paisagem de final de verão em fotografia infravermelha monocromática.

Curicaca

Foto acima: 210 mm, f/5.6, 1/320 s, ISO 1000
 
A bicuda das fotografias de hoje é a curicaca (Theristicus caudatus).
 
Foto acima: f/5.9, 1/500 s, ISO 125
 
Esta, da foto acima, procurava comida, sem a menor cerimônia, no gramado diante do Palácio da Alvorada, em Brasília - DF.

Recanto do Rio Corumbá


Foto acima: f/5.8, 1/160 s, ISO 100

Um belo recanto do rio Corumbá, com suas águas revoltas, no Estado de Goiás.

Garça Pescando no Rio Negro


Foto acima: f/7.8, 1/400 s, ISO 140

Garça pescando no rio Negro, Amazonas.


Foto acima: f/7.8, 1/400 s, ISO 140

Torre da Igreja de Santa Rita em Paraty

Foto acima: f/4.5, 1/800 s, ISO 64
 
Em meio aos telhados do casario colonial, pode ser vista a torre da Igreja de Santa Rita, na cidade histórica de Paraty, Estado do Rio de Janeiro.


Foto acima: f/4.5, 1/640 s, ISO 64
 

Olha a Cegonha!


Foto acima: 220 mm, f/5.3, 1/800 s, ISO 400

Não reconhece, não? Ora, se ela o(a) trouxe para sua mamãe...
Nas fotografias desta postagem, temos a cegonha branca (Ciconia ciconia), responsabilizada, segundo a lenda, por trazer bebês ao mundo. Segundo a lenda!


Foto acima: 185 mm, f/5.6, 1/1250 s, ISO 640

Antiga Casa da Alfândega de Manaus

Foto acima: f/7.7, 1/250 s, ISO 100

Antiga Casa da Alfândega de Manaus - AM, vista desde o porto no rio Negro. Repare que, bem no alto de um poste, está um urubu...

Confronto de Rinocerontes

Foto acima: 300 mm, f/5.6, 1/3200 s, ISO 1000
 
Rinocerontes a postos - alguém se candidata a arbitrar este confronto?

O Mar de Ubatuba Até Onde a Vista Alcança

Foto acima: f/5, 1/400 s, ISO 64
 
O mar de Ubatuba, litoral norte do Estado de São Paulo, visto desde a Praia da Enseada.


Foto acima: f/5.6, 1/320 s, ISO 64


Foto acima: f/5.6, 1/250 s, ISO 64

Leão Com Olhar Triste

 
Foto acima: 270 mm, f/5.6, 1/50 s, ISO 200

Pode ser só impressão minha, mas este leão parece ter um olhar muito triste - ou não?

Maria-Fumaça


Foto acima: f/5, 1/500 s, ISO 64

As locomotivas a vapor que tracionavam os comboios que percorriam ferrovias brasileiras na segunda metade do Século XIX e primeira metade do Século XX eram, para a gente da época, um dos mais deslumbrantes inventos humanos - permitiam viagens mais rápidas e seguras e iam, aos poucos, aposentando o uso de animais de carga para transportes. No Brasil, como em outros lugares, houve até quem tivesse medo delas...


Foto acima: f/5.6, 1/500 s, ISO 64

Na postagem de hoje, temos uma autêntica "Maria-Fumaça", devidamente restaurada pela Associação Brasileira de Preservação Ferroviária.


Foto acima: f/5.6, 1/400 s, ISO 64
*****
O blog Captando a Luz completa hoje um ano de existência. Deixo aqui um agradecimento a todos os visitantes - eventuais e habituais - que gostam de fotografia e têm apoiado este trabalho.

Coisa de Machos: Emas Brigando

O duelo é muito sério. Emas-machos (Rhea americana), aves formidáveis do Continente Americano, competem vivamente, quase ao limite das forças, por território e, como se sabe, pelas fêmeas que nele vivem. Já as fêmeas, enquanto isso, parecem não dar a menor importância aos briguentos.
Fotografei toda a luta, e mostro agora as imagens aos visitantes deste blog, descrevendo, em poucas palavras, o que aconteceu.
 
1. Um macho começa uma exibição, abrindo as asas para mostrar-se maior do que de fato é.
 
Foto acima: 240 mm, f/8, 1/1000 s, ISO 1000
 
2. Um outro macho aparece, "compra a briga", e passa a exibir-se também.
 
Foto acima: 155 mm, f/8, 1/400 s, ISO 1000
 
3. Os dois, bem próximos, dão início a uma coreografia, como se estivessem "estudando o adversário".


Foto acima: 135 mm, f/8, 1/500 s, ISO 1000


Foto acima: 210 mm, f/8, 1/250 s, ISO 1000
 
4. Os briguentos travam combate.


Foto acima: 300 mm, f/8, 1/1000 s, ISO 640


Foto acima: 300 mm, f/8, 1/4000 s, ISO 2000
 
 
Foto acima: 300 mm, f/8, 1/3200 s, ISO 2000

5. Uma vez que o derrotado "foge da raia", o macho vencedor faz uma grande exibição.


Foto acima: 300 mm, f/8, 1/2000, ISO 2000 

Paisagem do Brasil Central

Foto acima: 92 mm, f/13, 1/160 s, ISO 400
 
Vista desde pequena estrada rural, não muito distante de Brasília - DF.

Pavão Albino

Foto acima: f/4.8, 1/320 s, ISO 200
 
Pavão (Pavo cristatus) albino. Lindo!


Foto acima: f/4.8, 1/250 s, ISO 140

Salto do Piracicaba em Fotografia Infravermelha

Foto acima: 18 mm, f/8, 29,6 s, ISO 100
 
Em 22 de dezembro de 2013 publiquei neste blog uma fotografia infravermelha monocromática do salto do rio Piracicaba, no Estado de São Paulo. Agora, quase uma ano depois, vai aqui uma fotografia infravermelha falsa-cor, feita quase no mesmo lugar.

Mamãe Quero-quero e seu Filhote

 
Foto acima: f/5.9, 1/250 s, ISO 400
 
Esta foto, em si, não tem nada de excepcional. Difícil, mesmo, foi conseguir fazê-la.
Como todo mundo sabe, o quero-quero (Vanellus chilensis) é uma avezinha bastante comum, mas feroz e muitíssimo territorial. Imaginem agora quando há filhotes que saíram do ovo na noite anterior... Creio que os visitantes deste blog poderão facilmente imaginar as ameaças de que a criatura com a câmera foi alvo.
Mas compensou. A foto está aí, para atender à curiosidade de quem nunca viu um filhote de quero-quero tão pequenino.

Pomba-goura

Foto acima: 200 mm, f/5.6, 1/320 s, ISO 400
 
Isso é que é penteado exótico: trata-se de uma pomba-goura (Goura cristata).

Por Onde Passa a Enxurrada

Foto acima: f/5.3, 1/30 s, ISO 160
 
No momento, a água que corre por aqui é pouco mais que um fiozinho; mas os vestígios deixados nas árvores que caíram, na vegetação amassada, nas pedras movidas de seus lugares, fazem presumir a força da enxurrada quando ocorre, na mata, uma dessas tempestades violentas, tão comuns em regiões tropicais.
Fotografia feita no interior do Estado de Goiás.

Martim-pescador

Foto acima: 300 mm, f/5.6, 1/250 s, ISO 400
 
Martim-pescador, fotografado à margem de pequena represa; tinha os olhinhos brilhantes fixos no próximo peixe que poderia vir para seu bico.

Ruas de Paraty - Parte 2

 
Foto acima: f/5.6, 1/400 s, ISO 64

Ruas coloniais na cidade de Paraty, Estado do Rio de Janeiro.
 
 
Foto acima: f/4.5, 1/250 s, ISO 64

Veja também:

Ruas de Paraty - Parte 1

 
Foto acima: f/5.6, 1/500 s, ISO 64

Ruas coloniais na cidade de Paraty, Estado do Rio de Janeiro.
 
Foto acima: f/5.6, 1/400 s, ISO 64
 
Veja também:

Tamanduá-mirim

 
Foto acima: f/6.8, 1/50 s, ISO 720

Alguém pode achar fofinho, mas as unhas são terríveis. É o tamanduá-mirim (Tamandua tetradactyla).
 
Foto acima: 130 mm, f/5.6, 1/250 s, ISO 3200
 
Até parece um homenzinho coçando as costas!
 
Foto acima: 135 mm, f/5.6, 1/250 s, ISO 3200

Interior do Santuário do Senhor Bom Jesus

 
Foto acima: f/2.8, 1/25 s, ISO 800

Interior do Santuário do Senhor Bom Jesus, na cidade de Pirapora do Bom Jesus, localizada às margens do rio Tietê, no Estado de São Paulo.


Foto acima: f/3.5, 1/25 s, ISO 800

Biguás no Rio Solimões

 
Foto acima: f/7.7, 1/500 s, ISO 100

Colônia de biguás (Phalacrocorax brasilianus), também chamados mergulhões, no rio Solimões, Amazonas.

Água Sobre Areia

Foto acima: f/5.6, 1/500 s, ISO 64
 
Praia da Enseada em Ubatuba, litoral norte do Estado de São Paulo.
 
Foto acima: f/6.3, 1/800 s, ISO 64
 
A ideia nestas fotografias foi captar a serenidade da água chegando, suavemente, à praia.
Consegui? Talvez...

Pelicanos, Mantenham-se em Fila!

Pelicanos são muito organizados. Não acredita?
 
Foto acima: 300 mm, f/5.6, 1/800 s, ISO 200
 
Na foto acima, estão nadando em fila; na foto abaixo, estão repousando... também em fila.
 
Foto acima: 260 mm, f/7.1, 1/4000 s, ISO 640
 
Finalmente, eis aqui uma convenção de pelicanos: um fala, os outros ouvem atentamente!

Foto acima: 260 mm, f/5.6, 1/2000 s, ISO 640