Ruínas

Foto acima: 34 mm, f/5, 1/160 s, ISO 640

Ruínas são tremendamente evocativas - de nossas próprias memórias, de contos de fadas que líamos ou que liam para nós na infância, das histórias ou da História que meteram em nossa cabeça. Pode ser uma casa velha abandonada, um castelo mal-assombrado (já viu algum bem-assombrado?...), uma cidade que já foi importante, mas que perdeu prestígio ("Cidades Mortas", diria Lobato) - seja como for, há sempre ruínas das quais lembrarmos, sejam elas bem reais ou apenas coisas da imaginação.